Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

O olho de Kratos

Olho para a janela e não acordo Se acordasse estaria perdido, na vastidão Na vastidão imensa da incerteza Incerteza iluminada na lua refletida! Refletida na grandeza hídrica de Zeus.
PITROVDOM!
Kratos bebe sem perdão E tudo acaba na vasta imensidão.
-By duplus poetas: Guijermo & R. Paim Parkour

Antes que eu Durma

Só antes que eu durma, quero passar por acordado. Não preciso estar ao seu lado para saber o que quero. Será que a viajem valeu à pena? Será que perdi tempo no barco errado? Será que foi bom estar ao seu lado, ou passado o tempo dormindo? Antes que eu durma, não quero que se lembre de nada. Não quero nenhuma palavra, para gravar o momento. Não precisamos dizer nada. Não preciso ouvir você para saber o que quero. Só antes que eu durma, quero passar isolado. Por nenhuma luz recordado. Já disse que não preciso saber o que quero. Perdi um Sol amarelo ao lado da luz, passaram-se nuvens e eu nem as vi. Passaram-se praias, talvez nada me parecesse assim por não haver foto que me comprasse. Paguei um preço caro, um preço suado. E essa agência que não me dá devolução. Me largaram sozinho então, com um remo e um pedaço de mar! Agora que estou perdido, pensando em estar dormindo, não encontro um navio a passar... e olha que estou no mar! Só antes que eu durma, não quero saber o que quero. Quero …

Só um Passeio pelo Mar

É só um passeio pelo mar,
Não procuro construir uma casa,
Mar é lugar hostil, agitado.

É só um passeio pelo mar,
Não paro senão para pescar,
Mar é lugar vivo, aberto.

É só um passeio pelo mar,
Traz emoções que se quebram,
Junto com as ondas,
Na primeira queda.

É só um passeio pelo mar,
Verde, azul e amarelo
Se misturam num tão belo
Passeio imprevisto.

Cada viajem mesma certeza,
De se encontrar a mesma beleza,
A mesma certeza da agitação,
Que revira, que revolta,
Que remove a brandura
Simples, branca e pura
De um velho pescador.